Aba 1

Postado em 04 de Outubro de 2013 às 14h42

Cientistas projetam impressoras 3D para imprimir alimentos

Já imaginou se você pudesse imprimir a sua própria comida? O criativo Pablos Holman já. O cientista trabalha na empresa Intellectual Ventures Laboratory, em Washington D.C., onde ele e outros especialistas da área estudam formas de "imprimirem" seus próprios alimentos.

O inventor acredita que, em um futuro não muito distante, poderemos adaptar a nossa dieta com alimentos próprios para o nosso metabolismo - e imprimi-los poderia ser uma baita ajuda para nos mantermos na linha.

A chamada "comida de impressão" foi um tema abordado por Holman durante a conferência Inside 3D Printing Conference, que aconteceu na semana passada. A ideia do inventor lembra bastante aquelas pílulas que vemos em desenho animado, que se tranformam em um belo hambúrguer quando adicionada uma gotinha de água - só que um pouco mais elaborada.

As impressoras seriam equipadas com cartuchos de toners preenchidos com alimentos liofilizados em pó - o que daria a possibilidade de incluir todos os tipos de produtos nutritivos em uma única refeição e em quantidades suficientes.

Um pouco de água, então, é adicionada durante o processo de impressão e o alimento pode ser produzido do modo que o consumidor mais gostar (incluindo os formatos atualmente conhecidos, como pedaços de brócolis ou mesmo um belo cachorro-quente).

Dependendo do cliente, os pixels de comida utilizados para imprimir a refeição poderiam conter até mesmo doses de medicamentos diários. Além disso, o equipamento poderia programar a quatidade de comida que o indivíduo consome com precisão - o que evitaria o desperdício.

"A refeição é personalizada para você. Ela evita alérgenos e injeta seus remédios", disse Holman. "Ela sabe o que você comeu antes. Nós correlacionamos os efeitos sobre a saúde de sua dieta pela primeira vez na história. Ela faz uma refeição que entende quem você é."

Outros futuristas também apostam na ideia de imprimir alimentos. O CEO da empresa de impressão 3D Systems, Avi Reichentall, já desenvolveu um método para agradar olhos e paladar com suas impressões digitais. As impressoras de Reichentall podem ser configuradas para produzir produtos derivados do açúcar - de bolos a doces em geral.
E as ideias não param por aí. "Estamos trabalhando em uma impressora de chocolate. Quero uma impressora de chocolate na minha cozinha. Quero que seja tão legal quanto uma máquina de café", disse Reichentall. "Nós já temos açúcar impresso em 3D. Vamos trazer para chefs e confeitos e padeiros toda uma gama de novos recursos de impressão de açúcar."

*Com informações do repórter Lucas Mearian, da Computerworld (EUA) - via TechHive.

Fonte: http://computerworld.uol.com.br/

Veja também

Estar com sua empresa na internet não é mais opção, é questão de sobrevivência!27/02/18 Desde de 2009 viemos trabalhando no mercado de criação de site e soluções digitais para empresas, mas sempre que visitamos um potencial cliente, somos questionados da importância de estar na internet, o retorno sobre este investimento, quanto vai aumentar as vendas, por onde começar e por aí vai. Para responder entender a importância desta poderosa ferramenta......
Dicas para destacar seu site no Google19/07/13Saiba como colocar páginas no topo do ranking dos buscadores O SEO, otimização para buscadores, está com tudo. Cada vez mais empresas e blogueiros buscam estratégias para colocar seus sites no topo do ranking do Google, Bing e outros serviços semelhantes. O objetivo é aparecer......
Brasil possui a 4ª maior população de ‘nativos digitais’ do mundo, diz ONU08/10/13Jovens de 15 a 24 anos e mais de 5 anos de uso da web são 20 milhões. Apesar do alto da internet e celular, país só perde para EUA, China e Índia. O Brasil é o país que possui a quarta maior população do mundo de “nativos digitais”, jovens que cresceram acompanhando de perto a expansão da internet e estão acostumados às muitas mudanças......

Voltar para Blog da Elo

(49) 3316-0400